Arquivos da categoria: Assessoria de Imprensa

Quanto custa uma Assessoria de Imprensa?

“Qual o custo de uma Assessoria de imprensa?”. Eis uma pergunta recorrente e com múltiplas variáveis para responder.quanto_custa_assessoria_imprensa

Basicamente você estará pagando a soma da estrutura da agência com a remuneração de assessores de imprensa, relações-públicas e outros profissionais dedicados ao projeto.

O fator mais preponderante é o nível dos jornalistas, RPs e demais profissionais de Comunicação envolvidos em cada projeto de assessoria de imprensa.

Bons profissionais têm preço – e valem esse investimento.

Ao pedir orçamentos indiscriminadamente, você receberá de preços irrisórios (já vimos cobrarem R$ 500,00 ou R$ 1.000,00.

Mas não confie, aliás fuja!) a somas estelares – essas últimas, normalmente, são de grandes agências para grandes companhias que exigem, além de inteligência, volume alto de horas dedicadas.

No meio do caminho, há agências de médio porte e as boutiques, com profissionais ultra especializados e estrutura otimizada.

Mas, se sua necessidade é posicionar bem sua empresa nos principais veículos que influenciam seu segmento de atuação, tenha em mente que isso é algo relevante, estratégico e não são profissionais e agências mal remunerados que vão conseguir.

Para saber se está bem pago, o ideal é tentar ligar a complexidade dos seus assuntos e necessidades da sua empresa ao valor que lhe foi pedido. Mas, mais uma vez, não confie em orçamentos ‘baratinhos’.

Você contrataria um médico baratinho, ou chamaria aquele que você confia para cuidar da sua saúde?

O mesmo vale para a imagem da sua empresa!
Quer ver como trabalhamos? Passeie pelo nosso site para entender.

Que tal se conectar com a gente?

Estamos no LinkedInFábio Alberici e Adriana Cavalcanti

Assessoria de imprensa é baseada em relacionamento profissional com as redações

jornais

 

Uma dúvida constante: A quais veículos vocês têm acesso?

– Sem arrogância ou exagero, a todos. Se ainda não tivermos o acesso, nós construímos.

O diálogo acima fez parte de uma reunião recente da Comunicare com um prospect que busca assessoria de imprensa, e denota bem o movimento que vivemos no meio.

Se a profissionalização no atendimento é necessária e irreversível, essa dinâmica também se verifica no relacionamento com os veículos de comunicação. Acabou, ou tem seu fim próximo, a era do “sou amigo do fulano na redação”.

Hoje, prevalece a Assessoria de Imprensa que construir relações profissionais e eficientes com os mais diversos veículos que façam diferença para o negócio de seu cliente.

Outra conversa, desta vez com um cliente, também ilustra e esclarece bem o tema:

– Precisarei pagar para sair aqui?!, perguntou o cliente em tom contrariado, com um grande jornal na mão. Meus concorrentes estão lá!, emendou.

– Calma, eles estão trabalhando marca e relacionamento com a imprensa há muito tempo. Nós começamos há pouco, mas já estamos comprovando para esse mesmo jornal que sua empresa merece estar lá.

Poucas semanas depois, uma matéria de meia página confirmou o progresso.

Ou seja, nem amizade, nem matéria paga. O fator-chave de sucesso é o profissionalismo.

Obs.: no primeiro diálogo, a melhor maneira de sanar a dúvida foi “vamos abordar de outra maneira. Você quer saber onde meus clientes têm aparecido? Esta semana tivemos matérias em…”.

Assessoria de Imprensa – O que eu preciso fazer?

Imagem Blog

 

 

Voltando ao tema O que faz uma Assessoria de Imprensa (clique se quiser relembrar), sempre nos perguntam “qual será minha parte, o que eu terei que fazer?”.

Uma máxima que usamos muito é que a Assessoria de Imprensa é uma via de duas mãos, ou seja, processos, informações e demandas precisam fluir para os dois lados.

Isso significa que o cliente precisa ter uma participação ativa e consciente, mas que não demanda muitas horas.

Em três lances, é papel do cliente:

1 – passar informações completas e precisas (pode até ser em excesso, depois a assessoria depura). Ou abrir o acesso à fonte dos dados;

2 – atender a imprensa com prioridade – pois essas demandas não caem do céu, na maioria das vezes um trabalho complexo foi executado para que ela surgisse – e sua empresa está investindo para que isso ocorra;

3 – confiar na Assessoria de Imprensa, seja ela interna ou contratada. E confiar significa abrir todos os números e dados, atender as orientações e seguir as estratégias definidas por esses profissionais para todas as situações, inclusive e principalmente nas crises de imagem.

IMPORTANTE:

Para dar certo, a Assessoria de Imprensa precisa ter um sponsor interno, ou seja alguém dentro da empresa responsável pela interface e que realmente seja um entusiasta do trabalho. Não adianta colocar a Assessoria de Imprensa como job de alguém sobrecarregado.

É assunto relevante, estratégico, prioridade para quem quer se comunicar bem. E deve ser tratado como tal!

Abraços,

Comunicare

Quanto custa uma matéria?

 

Imagem1Eis outra pergunta recorrente quando conversamos com empresas, principalmente aquelas que estão contando com serviços de assessoria de imprensa pela primeira vez * – quanto custa para ter uma matéria publicada?

Custa nada, ou pelo menos deveria ser assim.

Quando uma empresa contrata uma assessoria de imprensa, umas das principais missões da agência é tornar esse novo cliente interessante para os jornalistas que cobrem o seu meio de atuação.

E, assim, fazer com que a empresa figure nas matérias destes veículos – tudo sem custo, somente por interesse em informações de qualidade, confiáveis e voltadas ao público daquele jornal, revista, rádio, TV, site, blog, etc.

É como dizem no meio: “Se sua empresa precisa pagar para sair numa matéria e o veículo aceita receber por isso, os dois estão com sérios problemas”.

Mas e aqueles informes ou notas veiculados por empresas, às vezes na primeira página de jornais importantes?

São os chamados informes publicitários, que, sim, são pagos, devem ter diagramação diferenciando-os do conteúdo editorial e costumam ter efeito controverso – assunto para um novo post.

* Nem só aqueles que começam a lidar com Comunicação tem essa dúvida. Já vimos gerente de produto de multinacional perguntar ao seu colega de empresa:

– Nossa, que matéria bacana, quanto custou?

E, para sua surpresa, a resposta foi:

– Nada, trabalho da nossa assessoria de imprensa.

 

Abraços,
Comunicare